Espaço de trabalho

Luz e ambientes de trabalho: dois elementos inseparáveis

Jeanne C. Meister
23 de outubro de 2018
a-luz-é-essencial-para-o-bem-estar-dos-funcionários

Nas notícias sobre as vantagens ou elementos do ambiente de trabalho para que os funcionários tenham uma ótima experiência parecem dominar tendências do momento — pense em mesas ergométricas, locais para cochilar, e iniciativas como “traga o seu cachorro para o trabalho” para começar.

Leia também

Aprenda como deixar o trabalho no escritório

Como driblar a fofoca de escritório

No entanto, uma nova pesquisa (“A experiência dos funcionários”) conduzida pela minha consultoria de RH, a Future Workplace, revela que, na verdade, os funcionários anseiam por algo fundamental às necessidades humanas. Em estudo com 1.614 funcionários norte-americanos, descobrimos que ter acesso à luz natural e à visão para a rua são os itens número um do ambiente de trabalho, superando benefícios tradicionais como refeitórios locais, academias de ginástica e privilégios especiais, incluindo creches no escritório (apenas 4 a 8% das empresas da FORTUNE 100 oferecem creches no local de trabalho).

Também verificamos que a ausência de luz natural e visão para a rua prejudica a experiência dos funcionários. Mais de um terço deles afirma que não tem acesso suficiente à luz natural no trabalho; 47% admitem que ficam cansados ou muito cansados devido à ausência de luz natural ou de uma janela no escritório; e 43% relatam que se sentem melancólicos devido à falta de luz.

Esses dados confirmam uma tendência em crescimento sobre a grande importância do bem-estar dos funcionários. De acordo com a iteração mais recente da Gallup sobre as condições do ambiente de trabalho nos Estados Unidos, mais da metade dos funcionários relata um bem-estar geral melhor como “muito importante” para si próprios. Na mesma pesquisa, o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal e o bem-estar geral foram considerados o segundo fator mais importante na escolha de trabalhar para determinada empresa. Quando são atendidos todos os aspectos do bem-estar dos funcionários, mostram tanto um engajamento como um desempenho individual maiores.

O desejo por ambientes de trabalho impregnados pela luz do dia e voltados para o exterior também pode estar relacionado ao aumento do uso de smartphones. De acordo com a pesquisa sobre Smartphones da eMarketer, norte-americanos com mais de 18 anos passam cerca de quatro horas em seus smartphones todos os dias. Segundo o estudo “A Experiência do Funcionário”, 73% dos funcionários entrevistados afirmam que, quanto maior o tempo gasto usando tecnologias, mais desejam uma pausa visual como, por exemplo, sair para uma caminhada ou olhar através de janelas desimpedidas para enxergar a rua.

A pesquisa do Dr. Alan Hedge, professor da Universidade de Cornell, reforça a conexão entre a luz natural e o bem-estar dos funcionários. Uma recente investigação do professor descobriu que a otimização da luz natural em um escritório melhora significativamente a saúde e o bem-estar dos trabalhadores. Ademais, o estudo revelou que aqueles que trabalham em escritórios com luz natural relatam queda de 51% na ocorrência de fadiga ocular e de 63% de dores de cabeça, e 56% de redução da sonolência.

Os benefícios fundamentais à saúde graças ao acesso à luz natural estão levando algumas empresas a recriar seu ambiente de trabalho e a considerá-lo uma ferramenta de recrutamento. Um ótimo exemplo é o The Spheres, um espaço da Amazon no centro de Seattle, que é também uma floresta criada especialmente para o local, com mais de 40.000 plantas. O Spheres da Amazon é baseado na premissa de que luz natural, vida verde e atividades saudáveis (caminhada, por exemplo) reduzem o estresse dos funcionários e aumentam a satisfação no trabalho, mais do que o faz um prédio empresarial padrão. (Note que, ao contrário de muitas empresas, a Amazon optou por investir no Spheres, em vez de em outras vantagens de praxe, como almoços e lanchinhos gratuitos.)

Com demasiada frequência as empresas planejam os ambientes de trabalho com janelas grandes para os executivos e nenhum acesso à luz para os outros funcionários. Contudo, essa situação pode ser mudada. A Airbnb superou os limites ao planejar seu centro de operações de atendimento ao cliente em Portland, Oregon. Em vez das estações de trabalho sem janelas comumente encontradas em escritórios de atendimento a clientes, o call center da Airbnb foi planejado para ser um ambiente aberto com acesso à luz natural e visão das redondezas, substituindo mesinhas e telefones por sofás espaçosos, mesas para trabalhar em pé e tecnologia sem fio. Os benefícios desses elementos são amplamente reconhecidos. Aliás, alguns países da União Europeia já definem a proximidade a janelas como regra do seu Código Nacional de Construções! Isso ocorre porque perceberam que a ausência de luz natural prejudica a experiência dos funcionários, em todos os níveis da empresa.

Certamente, a luz natural não é o único aspecto importante do bem-estar no local de trabalho. Por exemplo, um estudo de Harvard amplamente citado mostrou que a melhora da qualidade do ar provoca um salto na cognição mental. Por outro lado, na investigação “Experiência dos Funcionários no Escritório do Futuro”, 78% dos funcionários dizem que o acesso à luz natural e visão para a rua melhoram seu bem-estar, e 70% relatam um melhor desempenho no trabalho.

A ideia de que a criação do ambiente de trabalho constitui apenas uma questão imobiliária é um conceito ultrapassado. Hoje, os empregadores reconhecem que o ambiente de trabalho se tornou parte da equação geral da experiência dos funcionários e uma ferramenta fundamental para atrair, engajar e reter os melhores talentos.

Como prova disso, os CEOs têm concentrado esforços no espaço de trabalho como geradores de maior produtividade. O escritório de 70.000 metros quadrados da Overstock em Salt Lake City, Utah, desfruta de uma visão panorâmica do pitoresco Salt Lake Valley. Em vez de obstruí-la com persianas, o CEO da Overstock, Patrick Byrne, queria uma solução que mantivesse seus funcionários conectados com o cenário enquanto trabalhavam.

Com esse objetivo, a Overstock instalou mais de 9.000 metros quadrados de janelas inteligentes que se ajustam automaticamente para otimizar a luz natural, permitindo que as pessoas bloqueiem o brilho das telas dos computadores e criem um ambiente de trabalho mais criativo. Com uma folha de pagamento anual de mais de US$ 100 milhões, mesmo um aumento de 2% na produtividade converte-se em uma economia de dois milhões de dólares.

Agora pense em sua empresa. Os trabalhadores passam uma média de 5 horas e 42 minutos por dia em sua mesa, todos os dias. O acesso à luz natural pode ter um impacto decisivo no desempenho, bem-estar e engajamento dos funcionários.

Como é possível pensar, de forma diferente, sobre o impacto da luz natural em sua empresa? Aqui estão três sugestões:

Enxergue o escritório sob a perspectiva dos funcionários.

Hoje, os líderes de negócios têm consciência do poder de proporcionar uma experiência profissional aos funcionários almejando que ela seja o reflexo da melhor experiência possível de seus clientes. Ferramentas como design thinking e mapeamento de jornada dos funcionários são muito utilizadas atualmente para entender os momentos importantes para eles. Diversas empresas estão abrindo uma nova função, a de Chefe de Experiência do Funcionário, para trabalhar em parceria com diretores do ramo imobiliário e de TI a fim de projetar e monitorar o modo pelo qual a experiência do funcionário é integrada à estrutura da empresa.

Escute seus funcionários para entender que tipo de ambiente de trabalho procuram.

Habitualmente, as empresas realizam pesquisas com seus funcionários para coletar feedback sobre diferentes aspectos como cultura, gerenciamento de desempenho e investimento em aprendizado e desenvolvimento. Agora, precisam também incluir perguntas a respeito das expectativas dos funcionários em relação ao ambiente em que trabalham e a forma pela qual este impacta seu bem-estar geral.

Pense em criar um ambiente de trabalho ideal para todos os funcionários — do alto escalão à linha de frente.

A ideia de que as empresas criam ambientes de trabalho ideais apenas para executivos não é mais viável. Empresas como a Airbnb e a Overstock reconhecem a importância do espaço de trabalho para todos os funcionários — desde os membros da equipe executiva até os operadores das linhas de atendimento ao cliente. À medida que a experiência dos funcionários se torna cada vez mais importante para atrair, engajar e reter os melhores talentos, o ambiente de trabalho passa a ser reconhecido como parte integrante dessa experiência.

Como as empresas buscam cada vez mais capacitar os funcionários para que trabalhem melhor e sejam mais saudáveis, fica claro que colocá-los em espaços de trabalho com a quantidade ideal de luz natural deve ser uma de suas prioridades máximas.


Jeanne C. Meister é sócia da Future Workplace, uma empresa de consultoria e pesquisa de RH, e coautora de dois livros sobre o futuro do trabalho: 2020 Workplace e Future Workplace Experience Disruption Recruiting.Tradutora: Bruna Beatriz Gabriel

Compartilhe nas redes sociais!