Transição de liderança

Gestores justos explicam como tomam decisões

Liane Davey
17 de outubro de 2018
como gestores justos tomam decisões

A maioria dos gestores dedicam quantidades de tempo e energia expressivas para garantir que estão sendo imparciais, mas é inevitável que algumas escolhas serão entendidas como justas ou injustas pelos demais. Não presuma que suas decisões falarão por si só: seja transparente sobre como e por que você optou pela decisão.

Por exemplo, se você quer um processo igualitário de promoções, com algumas competências ou técnicas valendo mais do que outras, faça com que suas intenções sejam claras para a equipe. Se você quer uma divisão de bônus que seja igual para reforçar a importância de cada funcionário, seja direto sobre o assunto.

Lembre-se: como gestor, cabe a você fazer essas escolhas. Se alguém acusar você de ser injusto, não se culpe. Contanto que você tenha pensado cuidadosamente sobre o que o negócio precisa e tenha feito sua decisão o mais objetivamente possível, você fez o seu trabalho. Você sempre terá uma oportunidade de restaurar o equilíbrio em sua próxima decisão.

Adaptado de “Como desenvolver uma reputação de gestor justo”, por Liane Davey.

Compartilhe nas redes sociais!