Carreira

As cinco perguntas que você deve se fazer ao começar numa nova empresa

Michael D. Watkins
29 de abril de 2019

Suas atitudes nos primeiros meses numa nova empresa têm impacto significativo, tanto no seu sucesso como no seu fracasso. Estabeleça uma visão positiva logo no início, pois isso irá impulsioná-lo ao longo da sua permanência na empresa.  Errar no começo poderá gerar dificuldades para você enquanto permanecer no cargo.

Leia também:

Como enfrentar a crise na carreira

Como avançar na carreira quando não houver ajuda do chefe

O maior desafio enfrentado pelos líderes durante esse período é conseguir se concentrar nas coisas certas. Você está recebendo muitas informações, enquanto tenta se adaptar e descobrir como causar impacto. É muito comum assumir tarefas demais ou até mesmo desperdiçar seu tempo precioso. Por isso, considerar algumas perguntas pode dar a você uma diretriz de grande valia. Eis aqui cinco importantes a fazer – e a continuar fazendo frequentemente.

Como posso gerar valor?

Essa é a pergunta mais importante. Por que você assumiu esse cargo? O que os stakeholders esperam que você realize? Qual o prazo que você tem? Como irão avaliar sua evolução? Ao tentar encontrar respostas para essas perguntas, pense que a verdadeira resposta pode não ser aquela que você recebeu na oferta de emprego ou quando da sua contratação; ela pode surgir com a evolução das atividades e com seu maior aprendizado. Lembre-se, também, de que você provavelmente terá vários stakeholders para satisfazer, e que eles podem ter versões diferentes do que venha a ser “sucesso”. É muito importante que você entenda o que esperam de você para que   os ajustes necessários sejam feitos e, então, agradá-los da melhor maneira possível.

Como devo me portar?

A menos que você tenha sido contratado para mudar a cultura da sua nova empresa, é importante que você se esforce para entender e se adaptar aos mais importantes códigos de conduta existentes. Pense que a cultura é o sistema imunológico da empresa;  ela  existe, em grande parte, para evitar que o “pensamento errôneo” e a “má conduta” contaminem o ambiente (organismo) social. Digamos que você, por sua conta e risco, viole os códigos de conduta mais importantes; ser visto como “alguém que não se encaixa” pode levar ao isolamento e a um futuro desligamento. À medida que você tenta entender as regras, lembre-se de que elas podem ser diferentes de acordo com cada departamento da empresa. Isso depende, também, da posição que você ocupa; o sucesso após uma promoção vai depender em grande parte das suas “demonstrações de presença” em várias e diferentes maneiras.

O apoio mais importante 

O seu sucesso vai depender daquelas pessoas que não respondem a você diretamente, portanto é preciso construir alianças. Para começar, é preciso entender o cenário político da empresa e como se adaptar a ele. Quem tem poder e influência? Preciso do apoio importante de quem e por quê? Uma vez que você tenha a resposta para o “quem”, é possível se concentrar na maneira como garantir esse apoio. Normalmente, esse método abrange mais coisas além de somente relações profissionais. É preciso entender o que as pessoas estão tentando realizar e como você pode ajudá-las. A base mais segura para conseguir aliados é a reciprocidade.

E como alcançar bons resultados rapidamente?

Na empresa, os líderes em transição emanam energias às pessoas por meio de conquistas rápidas e tangíveis, as quais geram uma sensação de força e impulso. Com bons resultados, essas pessoas constroem a sua credibilidade, aceleram o seu aprendizado e lhe dão o direito de fazer mudanças mais drásticas. Portanto, você precisa descobrir as maneiras mais promissoras de rapidamente causar impactos positivos e se organizar para fazê-los da maneira mais eficiente e eficaz possível.

Quais habilidades preciso ter para me sobressair no meu cargo?

Como Marshall Goldsmith – um Coach conhecido para executivos costuma dizer – “O que trouxe você até aqui não irá levá-lo até lá.” As competências e habilidades que fizeram você chegar até esse momento em sua carreira podem não ser (todos) aqueles de que você precisa para se dar bem na nova empresa, e é sempre muito fácil se deixar levar pela armadilha da zona de conforto. Em outras palavras, para ser eficiente em seu novo cargo, muito provavelmente você vai precisar se aprimorar por conta própria. Isso não quer dizer que não seja possível começar bem de imediato, mas o quanto antes você identificar quais competências são necessárias para o seu sucesso, melhor. Se você não conseguir descobrir esses dados importantes, suas chances de avançar na carreira tendem a diminuir.

Faça essas cinco perguntas a você mesmo assim que começar em um novo emprego e não deixe de fazê-las regularmente. Separe 30 minutos ao final de cada semana para refletir sobre as respostas – se ainda estão claras, ou se mudaram em algum aspecto. Isso irá fazer com que você continue trilhando o caminho certo durante a transição, e daí para a frente.


Michael D. Watkins é professor da IMD, cofundador da Genesis Advisers, e autor do livro The First 90 Days (Os Primeiros 90 dias, em português) e do Master Your Next Move (Harvard Business Review Press).

 

Compartilhe nas redes sociais!