Empresa

Sustentabilidade no conselho

Empresa Artigo Revista
Lynn S. Paine
Uma integrante do conselho de administração estava conversando com o CEO de uma empresa de vestuário esportivo pouco antes da reunião anual de acionistas quando os dois viram um grupo de manifestantes no fundo do corredor. O grupo era conhecido por protestar contra as condições de trabalho nos fabricantes asiáticos que faziam produtos da empresa sob contrato. O CEO se virou para a diretora e, repentinamente, disse que iria pedir a ela que assumisse o comando da reunião se houvesse qualquer distúrbio.

O dilema do fundador

Empresa Artigo Revista
Noam Wasserman
Por que alguém cria uma empresa? Para ganhar dinheiro e poder tocar o próprio negócio, sem dúvida. Mas um estudo do autor, professor da Harvard Business School, mostra que essas duas metas são basicamente incompatíveis.  Segundo o estudo, o fundador que abre mão de uma parte maior da empresa para atrair co-fundadores, novos executivos e investidores ergue uma empresa mais valiosa do que aquele que cede um pedaço menor da empresa. Na maioria das vezes, porém, o retorno maior é decorrente da troca do fundador por um gestor profissional, mais experiente no comando de uma empresa em crescimento. Essa tensão fundamental obriga o fundador a escolher entre ser “rico” e ser “rei” — a optar por maximizar seu ganho ou a preservar seu controle sobre a empresa.  Quem quer manter o controle deve se restringir a áreas para as quais já tem a qualificação e os contatos e nas quais não é preciso grandes volumes de capital. Outra saída é esperar para abrir a empresa quando a carreira já estiver em fase avançada — pois a pessoa terá adquirido uma qualificação maior e juntado uma poupança. O fundador que deseja enriquecer pode dar o salto antes, pois não se importará em aceitar dinheiro de investidores ou depender de executivos para administrar o negócio. Esse tipo de fundador tende a exercer um papel ativo na busca do novo presidente e a colaborar com o conselho para definir um papel pós-sucessão para si próprio.  Escolher entre dinheiro e poder permite ao empreendedor descobrir o que o sucesso significa para ele. Um fundador que deseja tocar um império não vai achar que teve sucesso se perder o controle — ainda que ganhe rios de dinheiro. Já o fundador ciente de que sua meta é fazer fortuna não se sentirá derrotado quando deixar de dar as cartas na empresa.