Administração

Entenda os perigos de cocriação

Administração Artigo Digital
O aumento da importância das redes sociais gerou enormes oportunidades para as empresas se comunicarem com os clientes. Muitas permitem que o cliente participe de atividades que criam valor, tais como brainstorming de tags em anúncios ou ideias para produtos — um processo muitas vezes chamado de cocriação. Estas atividades não só ajudam as empresas a inovar com baixos custos, mas também a engajar o cliente — o sonho de todo marqueteiro.

Neuromanagement

Administração Artigo Digital
As escolas de negócios ao longo da história rapidamente evoluíram de uma arcaica administração empírica, baseadas em ideias preconcebidas e aprendizagem por ensaio e erro, para uma administração científica, que deve se sustentar no método científico, buscando aprimorar o comportamento organizacional, deslocando o foco do ensino considerado tradicional para uma pedagogia centrada no aluno e na reflexão crítica de casos reais.

Seis regras para uma previsão eficaz

Administração Artigo Revista
HBR
A grande meta da previsão é identificar todo um leque de possibilidades diante de empresas, da sociedade, do mundo em geral. Neste artigo, o autor desmistifica o processo de prognóstico para ajudar todo executivo a virar um consumidor mais sofisticado e participativo - em vez de passivo assimilador - de prognósticos. Saffo mostra como utilizar previsões para, a um só tempo, ampliar a compreensão de possibilidades e estreitar o espaço de decisão no qual a pessoa aplicará a intuição. Os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, por exemplo, causaram muito mais surpresa do que deveriam ter causado. Afinal, aviões lançados contra monumentos já figuravam na ficção de Tom Clancy na década de 1990 e a especial antipatia de terroristas em relação ao World Trade Center era conhecida. Por que, então, o episódio surpreendeu tanto? Que precauções um executivo pode tomar para evitar ser pego de surpresa por outros acontecimentos improváveis, seja uma mudança radical no mercado, seja o súbito surgimento de tecnologias disruptivas? Ao descrever a meta perseguida por quem faz previsões, Saffo apresenta seis regras simples, básicas, que todo gestor inteligente deveria seguir ao embarcar em uma viagem de descoberta com profissionais da prospectiva. Trace um cone de incerteza, sugere Saffo, fique de olho na curva S, aceite aquilo que foge a classificações, questione opiniões fortes, retroceda no tempo o dobro do que pretende avançar e saiba quando não fazer previsão nenhuma.