ESTRATEGISTAS COSTUMAM dizer que a empresa obtém os maiores retornos quando se concentra numa única estratégia, se compromete totalmente com ela e alinha todos os recursos nesse sentido. Se formos examinar empresas de sucesso, a impressão, em geral, é que adotaram essa estratégia.

Só que investir naquela grande oportunidade invariavelmente abre a possibilidade de uma grande catástrofe. Como sustentou Michael Raynor em The Strategy Paradox, já que a vida real em geral — e mercados competitivos em particular — é repleta de incógnitas, o mesmo foco e empenho que prometem os maiores retornos também trazem o maior risco de insucesso. Raynor aconselha a empresa a se assegurar de ter “a capacidade de adotar outras estratégias (…) dependendo de como se resolvem incertezas cruciais”. Raynor sugere, ainda, que o presidente não se concentre em atingir resultados, mas em administrar a incerteza.

Um século atrás, Andrew Carnegie deu o seguinte conselho: “Concentre suas energias, seus pensamentos e seu capital. O homem sábio põe todos os ovos em uma mesma cesta e fica atento à cesta.” Obviamente, o risco — hoje e então — é que, por mais atento e focado que esteja, o gestor esteja simplesmente de olho na cesta errada.

Entre em contato com Don Moyer no endereço dmoyer@thoughtformdesign.com.

Share with your friends









Submit