Empresas sabem há muito tempo que comunidades de usuários podem sugerir ideias valiosas de produtos, mas uma nova pesquisa revela outra vantagem de se apoiar na sabedoria popular: simplesmente identificar itens como crowdsourced (com origem na colaboração coletiva) aumenta as vendas.

Trabalhando com a empresa de bens de consumo japonesa Muji, os pesquisadores realizaram testes de campo em dois produtos crowdsourced: um alarme de segurança e um lanche com sabor de soja. Em diversas condições, rótulos indicativos de que os produtos foram “idealizados pelos clientes” aumentaram as vendas em até 20%. Pesquisas subsequentes explicaram a preferência: o crowdsourcing sinaliza qualidade. As pessoas deduzem que produtos crowdsourced são melhores porque os usuários têm insights exclusivos sobre o que outros usuários precisam. “Crowdsourcing pode não só constituir uma rota promissora para melhorar novos produtos, mas também ajudar marqueteiros a diferenciar seus produtos dos da concorrência”, escrevem os pesquisadores. “Em breve, talvez o rótulo ‘idealizado pelos consumidores’ apareça impresso ao lado de outras indicações comuns, como ‘orgânico’ e ‘feito à mão’.”

Acesse o estudo completo neste link.
___________________________________________________
Sobre o estudo: “The value of marketing crowdsourced new products as such: evidence from two randomized field experiments”, de Hidehiko
nishikawa et al. (Journal of Marketing Research, em impressão).

Share with your friends









Submit