Na economia moderna, todos sabemos que simplesmente não podemos parar de aprender. No entanto, saber como dar continuidade à nossa formação é uma questão complicada. Vale a pena investir para obter um diploma acadêmico, como um MBA ou doutorado? Deve você optar por uma abordagem mais direcionada: um programa de formação executiva de curta duração? Ou talvez estudar por conta própria, inscrevendo-se em um curso online, como um MOOC (em português, Cursos Online Abertos e Massivos)?

Como professora adjunta da Fuqua School of Business na Duke University, lecionei para muitas turmas em programas acadêmicos, bem como em cursos de formação executiva. Também criei, de forma independente, diversos cursos online. Portanto, tenho refletido muito sobre que tipo de programa é mais apropriado às necessidades dos profissionais.

Quando estiver considerando o próximo passo em sua formação, faça a si mesmo estas três perguntas.

Qual é o padrão aceito em sua empresa ou setor? Para áreas em que um diploma de pós-graduação é obrigatório, a resposta é clara. Porém, em muitos casos, os profissionais enfrentam uma situação ambígua: ter um MBA pode ser considerado uma vantagem, mas raramente constitui uma exigência para um emprego específico. É importante, no entanto, compreender as normas de sua empresa ou setor. Mesmo que não haja nenhuma exigência formal, ela pode estar implícita.

Por meio de entrevistas e pesquisas para levantar informações e qualificações, tais como pesquisar perfis de líderes no LinkedIn, tente obter uma ideia sobre a formação desses profissionais. Se todos na equipe de líderes tiverem um diploma de pós-graduação e você não, convencê-los de seus méritos pode ser uma luta árdua. Mas se esse título for incomum, gastar centenas de milhares de dólares em um diploma talvez seja um exagero: uma formação mais direcionada pode bastar.

Que habilidades específicas você quer desenvolver? Programas que oferecem diplomas acadêmicos sobressaem em termos de formação global: um MBA, por exemplo, oferece um pouco de tudo o que você pode precisar como líder, seja no departamento financeiro, de marketing ou de operações. Mas se você está procurando aprimorar habilidades específicas, em vez de desenvolver uma visão geral, talvez prefira um programa de formação executiva direcionado ou um curso online.

Comece analisando o emprego que almeja. Que habilidades os líderes nesse cargo têm — e quais delas você ainda não possui? Quanto mais precisamente conseguir identificá-las, melhor. Por exemplo, um dos meus programas de formação executiva na Duke Fuqua ajuda líderes a aperfeiçoar suas habilidades de falar em público e fazer apresentações. E um curso online criado por mim contribui com profissionais interessados em blogs a criar conteúdo com mais rapidez. Você realmente precisa aprender tudo sobre finanças corporativas ou necessita apenas do básico sobre contabilidade para ajudá-lo a compreender melhor uma demonstração de resultados? Caso seja uma habilidade suficientemente restrita, você pode conseguir desenvolvê-la lendo um livro ou assistindo a vídeos no YouTube em vez de fazer um curso completo.

Como você aprende melhor? É também importante saber como você aprende melhor, o que varia de pessoa para pessoa. Você pode ter motivação pessoal, por exemplo, caso em que um curso online com pouca ou nenhuma interação com o professor e outros alunos pode ser perfeito. Por outro lado, se você aprende melhor na companhia de outros alunos, pode preferir uma experiência tradicional em sala de aula, ou pelo menos um curso online que tenha uma comunidade ativa. Determinar o ambiente de aprendizagem ideal para você lhe permitirá tomar decisões melhores, de modo a evitar o desperdício de seu dinheiro em um programa presencial de alto custo (quando você poderia ter dado conta do material sozinho sem muito esforço) ou em um curso online (que você nunca frequentou porque não havia um clima de camaradagem).

É também importante lembrar que — até mesmo em uma época de cursos e treinamentos online quase infinitos — a melhor opção de aprendizado é, por vezes, aquela criada por você mesmo. Em meu primeiro livro, retratei a história de Joanne Chang, que iniciou sua carreira como consultora em gestão e acabou se tornando uma famosa restauranteur.

O segredo para a transição dela? Antes da era da internet, ela datilografou cartas e as enviou pelo correio a alguns dos melhores chefs de Boston, descrevendo sua formação (ela não tinha educação formal em culinária), seu interesse no emprego e sua disposição para realizar literalmente qualquer trabalho que pudessem oferecer a ela. No dia seguinte, Chang recebeu uma oferta para trabalhar como aprendiz da renomada chef Lydia Shire, criando assim as condições para seu futuro sucesso. Muitas vezes, as melhores oportunidades não são anunciadas; você as cria por conta própria, pedindo uma chance.

Em um mercado competitivo, fica claro que temos de exigir cada vez mais de nós mesmos. Fazendo essas perguntas a si mesmo, você pode definir que oportunidades de aprendizado produzirão o melhor ROI para a sua carreira.
___________________________________________________________________________________
Dorie Clark é uma estrategista de marketing e palestrante profissional que leciona na Fuqua School of Business na Duke University. É autora de Entrepreneurial You, Reinventing You e Stand Out. Você pode receber sua autoavaliação gratuita: Entrepreneurial You.
___________________________________________________________________________________
Tradução: Thiago G. Lelis

Share with your friends









Submit