As empresas em desenvolvimento encaram um problema previsível: com o tempo, o negócio se torna complexo demais para o seu próprio bem. Para desenrolar essa complexidade, esqueça as apresentações de PowerPoint superesquematizadas ou os relatórios longos. Volte-se à caneta e ao papel, e faça um desenho do seu modelo de negócios. Qual é a sua aparência, em seu nível mais básico? Deixe claro em seu desenho aquilo que mais importa na gestão. Foque nos resultados-chave, sejam eles as vendas em praça ou a receita obtida por produtos secundários. Então, pare para pensar e escreva a causa dessas coisas. Com esse desenho em frente à sua equipe,  mergulhe nas implicações daquilo que deve ser o foco da organização — e, mais importante ainda, o que ela pode deixar de fazer. Se um núcleo não consegue mostrar claramente um elo entre as suas tarefas diárias e os resultados que eles esperam provocar, corte-o. A simplicidade de um desenho feito à mão também pode auxiliar a dividir as responsabilidades, direcionar a comunicação, e tomar decisões mais rápido.

(Adaptado de “To Reduce Complexity in Your Company, Start with Pen and Paper,” por Rita McGrath.)

Share with your friends









Submit