Quando pais que trabalham têm dificuldades para balancear o tempo que passam em casa e o tempo que passam no trabalho, eles geralmente sentem que precisam promover mudanças drásticas em suas vidas para conquistar a flexibilidade que desejam. Mas encontrar um emprego novo ou migrar para um de meio período não é sempre necessário (e nem sempre resolve o problema). Ao invés disso, procure fazer pequenos ajustes em seu cronograma. Você pode, por exemplo, sair mais cedo do escritório de vez em quando, escapar para uma eventual partida de futebol ou ir direto para casa depois de um voo que pousa após as 14h. Estas medidas parecem pequenas, mas podem te dar a liberdade necessária para continuar em seu emprego atual. Além disso, elas não serão significantes o suficiente para prejudicar sua performance — e seu chefe talvez nem as note. Este tipo de flexibilidade “auto-direcionada” e informal pode funcionar melhor do que grandes mudanças concretas. Adaptado do artigo “Balancing Parenting and Work Stress: A Guide”, de Daisy Wademan Dowling.

Share with your friends









Submit