É natural gostar mais de alguns colegas do que de outros. Mas quando você é o chefe, tratar seus subordinados de maneiras diferentes — e principalmente escolher favoritos — é imprudente e injusto. Para garantir que não está dando tratamento especial a ninguém, divida as tarefas de maneira justa e equilibrada. Mantenha um registro de quem você levou à última apresentação de nível superior e quem liderou o último grande projeto. Coisas simples, como alternar quem lidera a reunião semanal da equipe, podem ajudar a ampliar o equilíbrio. Seja o mais inclusivo possível. Quando estiver escolhendo uma equipe para trabalhar em um novo projeto, se pergunte: “Posso adicionar mais uma pessoa, mesmo que em uma função menos importante?”. Adaptado do artigo “How Managers Can Avoid Playing Favorite”, de Rebecca Knight.

Share with your friends









Submit